Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Oh Zé Pinto, desculpa!

Desculpa lá Zé ser só agora.

Gostava mesmo de compreender o que querem dizer determinadas rubricas do Orçamento da Assembleia da República publicado em Diário da República n.º 28 - I série, de 10 de Fevereiro deste ano, as quais - são 5 as que suscitam questões -, atingem 23 milhões e 428 mil euros, mas concretamente uma delas, a rubrica "Restaurante, Refeitório, Cafetaria" que ascende a 961 mil euros.

Os coitaditos que por ali deambulam e se arrastam encostados às paredes a rir das nossas caras, precisam de quê?! Não ganham já o suficiente para se alimentarem que nem uns nababos, ainda nos vêem roubar o pouco que não temos?! Isto é vilipendiar o povo atrozmente! Vivemos num país pobre Zé, não somos uma empresa privada que dá bolinhos às secretárias e iogurtes especiais e cházinho aos administradores, somos um país pobre e tu também és pobre Zé, não nos atormentes mais com estas coisas. Enfardarem de borla?! Não são já subsidiados?! Levem a sandes de casa já feita e um pacotinho de leite com chocolate para comerem a meio da manhã!

Zé, já agora, tanto dinheiro para "Outros Trabalhos Especializados" e "Transfer's Diversos"? Não achas que seria melhor poupar em vez de esbanjar, ou servem estas rubricas para pagar a empresas cujos donos estão no parlamento ou já lá estiveram?

Poupa rapaz! Essa coisa da Liberdade conseguida pelo Povo, já cheira mal! Mostra-nos as contas claras e sem dúvidas que nos assaltem senão nós Libertamo-nos mesmo!

Vamos lá Zé!

Vamos a Contas!

Quando vinte administradores ou presidentes de vinte empresas públicas portuguesas (TAP, CGD, PT, RTP, Banco de Portugal, ISP, CMVM, ERSE, ANACOM, CTT, Parpublica, ANA, ADP, Metro Porto, LUSA, CP, REFER, Metro Lisboa, CARRIS, STCP), ganham aproximadamente 52 milhões de euros por ano, fazemos a seguinte equação: ao atribuir por cima um ordenado de 900 euros a um funcionário público, verificamos que o valor astronómico dos vinte daria para cobrir os salários de mais de 58 mil trabalhadores por ano, e qual o resultado? Poupar! Por ano, Zé!

Como se explica os pedidos ao povo para apertar o cinto, como se pode aumentar IVAs, baixar salários, como se explica Zé Pinto, que nos queiram fazer a todos de estúpidos, como se explica que as facciosas agências de rating internacionais nos baixem as notas de risco e nos façam a nós que não temos nada a ver com as asneiras que vós fazeis, pagarmos logo desde nascença uma factura extra sobre coisas que nada temos a haver?! Poupa rapaz, peço para poupares mas não para tirares aos que nada têm.

Olha, experimenta viver com o salário mínimo a ver se consegues poupar, experimenta, só durante dois meses. Certo está que não podemos ser tão radicais e deixar aquela malta na penúria como nós estamos, mas já viste se começasses a poupar desta forma em todos os que mamam à grande e à francesa?

Estou certo que a dívida pública diminuiria e viveríamos Todos à Portuguesa, não só alguns! Poupa!

Oh Zé Pinto!

Queres poupar?

Diz-me que vais retirar as mais que uma reformas que determinadas pessoas que conheces têm, diz-me que vais fazer com que certos políticos reformados ainda em idade laboral plena vão ser inibidos de receber as avultadas reformas que recebem em duplicado e triplicado, diz-me Zé Pinto, diz-me que vais retirar as ajudas de custo de políticos que residem em determinado local e são colocados em círculos eleitorais fora da região da residência, diz-me que vais acabar de amamentar os calões que auferem duas e mais reformas por meia dúzia de anos como deputados, diz-me por favor que vais fazer com que a imagem de Portugal seja restituída e vista com clareza e nobreza pelo mundo e não como uma casa cuja seita governante se apadrinha desde há 35 anos, diz-me que não me sodomizaste a mim e a mais de dez milhões de portugueses com estas medidas de austeridade que só irão prejudicar quem mais precisa, diz-me Zé Pinto, diz-me que isto é um pesadelo e que de repente tudo vai terminar e todos estaremos bem, diz-me Zé Pinto que um antigo e decrépito presidente português da tua côr vai deixar de mamar eternamente à minha custa, diz-me se conseguires, que nos vais pôr untar para nada sentirmos, diz-me que depois de uma sodomização global te entregas às autoridades internacionais e te consideras culpado de crimes de abuso de poder e usurpação de mentalidade a um povo pacífico, nós. Tens que poupar! Senão ai ai!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Afinal o que é o Socialismo!?

O Socialismo é esta merda sob a qual vivemos em Portugal, de forma pura e consequente, vivida e gerada por uma cambada de atrasados mentais que se ocuparam do poder há mais de trinta anos e alegam viver no País de Liberdade Conseguida pelo Povo e para o Povo. Puta que os pariu!

Ah e tal eu sou socialista! Quantas vezes ouvimos as gentes gotejarem esta frase, com orgulho, quantas? N vezes, N! Só que estes iletrados não sabem o que é que estão a dizer, com excepção dos ilustres políticos eleitos pelo povo e para o povo, esses sim, esses sabem bem o que é ser socialista. Mas eu digo-vos e resumo a coisa para que não façam juízos errados do que aqui escrevo.

Não me lixem! Durante anos existiram pessoas que quiseram governar este meu cantinho europeu, uns conseguiram, outros não, outros governaram-se, outros foram mortos, outros mandados matar, outros morreram, enfim, houve até quem se governou com o governo dos outros, criminosos sem culpa formada, pedófilos a chorar por perdão, enfim, o governo desmesuradamente desgovernado, ou seja, uma chusma de corruptos maçons e não, que se dedicaram a dar as mãos para que o sujo delas fosse comum e não houvesse alguém que os pudesse acusar.

O socialismo é tudo isto e mais alguma coisa que os Marxes e Trotskis e essa merda toda escreveram e nós estudámos e até muitos alvitrámos ser talvez este o melhor caminho: implemente-se o socialismo e viveremos todos de forma igualitária, tudo para todos de forma igual! Ainda se recordam do MRPP (eu andei lá), a malta gritava e apelava á igualdade e ... enfim! O socialismo é isto, tudo para todos da mesma forma, e se a coisa correr mal, choramos e culpamos os outros de nós estarmos como ficámos, na merda e empenhados até á quinta casa. Vejam só o desgoverno desta sócretina alma e do velho cuspideira; o velhote enterrou-nos bem fundo deste muito cedo, este rapaz, o de agora, calcou mais um pouco mas largou para o buraco onde estamos todos enterrados, um pouco mais de terra nova por cima, adubou-nos para nos nascerem os cornos, e agora que somos todos diabos, a culpa é de quem é rico!

Não percebem?! A culpa de Portugal estar como está é da Alemanha, da França, da Espanha, sim, a culpa é destes gajos ricos! Oiçam o discurso deste sócretino atrasado mental no nosso parlamento quando pede ajuda ao exterior, ouçam-no a dizer “... se a ajuda dos países europeus com maior poder financeiro não chegar a nós atempadamente, Portugal dificilmente sairá desta crise em pouco tempo e com qualidade ...”.

E fica tudo bem, e eles, os socialistas, continuam a governar-se e a enriquecerem e a saírem impunes de crimes e de corrupções activas e passivas que nos entram em casa todos os dias pelos media.

Em suma, o socialismo funciona desta forma! Faz-se, se correr bem, continua a fazer-se, se correr mal, continua a fazer-se na mesma, mas desta feita a culpa é dos ricos e capitalistas e vamos à vaca da Europa comunitária mamar e grunhir bem alto para que nos acuda porque como somos pobres e coiadinhos, não podemos concorrer com os demais e é injusto. Isto é o Socialismo: um bando de vigaristas chorões e incompetentes que depois de enriquecerem fazem merda e depois culpam os outros e cagam no Povo que os elegeu (eu não).

Viva Portugal Socialista! Viva a maçonaria! Mas não assim, pelo menos para mim.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Estratégia pura!

Parecia uma aula de “como tapar o olho do cú com o perdão do povo”, sério que parecia uma aula ministrada por uma seringa com o soro da dormência após liberdade de '74.

Falo do espectáculo de ilusionismo e de marionetes de ontem á noite na televisão, que maravilha, que estratégia tão bem delineada, de se tirar o chapéu ao autor de tão bem engendrada construção e diabólico encadeamento de demandas e resultados. Soberbo! Até eu quase ia caindo na esparrela! Para quem ainda não teve esta disciplina de que vos falo acima, vou tentar dizer-vos o que me assaltou mais a tripa e me deixou a salivar como gato por bofe, mas de raiva!

Mais ou menos isto, à pergunta de, sabes o que é, éne á éme bê éle á ésse, NAMBLAS? E o que é ..., bem, um rol de siglas que foram postas á discussão do conhecimento ou não do madraço ao que a resposta chegava sempre com uma veemência estrondosa, de espanto até, como um desconhecimento completo da existência de tais siglas ou organizações (estas organizações são defensoras de pedófilos, é, também existem animais que defendem estes filhos da puta); ao que após tão sagaz resposta é, e sem respirar, repentina e imediatamente questionado sobre a ajuda que algumas pessoas dentro da prisão lhe prestariam caso quisesse, para lhe resolverem os assuntos relativos ao tema mas cá fora da prisão, ao que o rapaz diz não ter aceite por ser já de idade e caprichoso ao ponto de conseguir pensar e acreditar tratar-se de mais uma hipotética armadilha preparada pela Judite, ao que sem hesitar, o inquirente lhe diz que ainda bem que assim fez ao negar a ajuda interna daqueles malandros pois ele está como está porque foi o que lhe fizeram no Algarve, armaram-lhe uma cilada! Isto tudo em menos de dez segundos, limpinho, sem espinhas e muito vinho para escorregar rápido, tudo ardilosamente concebido para o povo ficar com esta imagem bem gravada, “afinal foi tudo uma cilada que fizeram ao rapaz!!”!!!

Ora bem, meus amigos, muito mas muito cuidado com as manhas e estratégias com que muitas vezes são encadeadas perguntas para que as respostas sejam dadas de forma a permitir suscitar pena e vontade de abraçar criminosos, arguidos, detidos, ou outros idos como ven-di-dos, isso. Ah, e invertidos também!

Caríssimos, as amizades granjeiam-se ao longo de anos e pagam-se com ajudas estratégicas, e quem elaborou o rol de perguntas e respostas para o espectáculo de ilusionismo de ontem à noite, merece os meus parabéns. Talvez queira ser seu amigo, mesmo até se for virtual, já era bom! Se o rapaz for inocentado, os parabéns em duplicado, pois a estratégia resultou!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pedófilo eu?! Por amor de Deus!

“Vivo mesmo numa merda de País, cum caraças pá! Não consigo fazer nada para mudar as coisas que á vista de todos estão erradas mas só alguns conseguem manipular, estou fodido!”.

Não, não é um filme de pornochanchada tuga, foi como eu acordei hoje, com este pensamento a assaltar-me a consciência pelas cinco da manhã, a pensar como é que é possível levar à televisão uma coisa que é acusada de um dos mais estropiantes crimes contra o Homem, a violação e, ainda por cima está detido, se bem com mordomias especiais pois a espécie anda bem tratadinha e rechonchuda, está a ser julgada, portanto ... bem!

Não lhe faltam comprimidos (eu nem sei dos meus quanto mais!), e, comidinha da melhor, motorista, não toma banhinho com mais pessoas a olharem para ele, enfim, mas e o carcanhol, quem paga aos advogados dele? O Ministério Público? De onde lhe vem o guito? Das actividades da mulher, da filha? Será o motorista que lhe manda dinheiro do Brasil? Afinal não estava falido quando o prenderam? Desfez-se de tudo o que era empresa onde tinha quota ou era dono, deixou uma carrada de malta (alguns eu conheço) agarrados a zero e com encargos familiares e financeiros, pôs-se nelas antes que elas se pusessem nele e ainda vai receber por esta entrevista?! Puta que pariu esta estória, sinceramente!

A mim, a mim só apetece ir ao cú, mas a doer, a meia dúzia de gentes do género, que as há, e pedir-lhes que me chamem nomes, tipo, amor ou qualquer coisa, que me apontem o dedo, para depois ir preso, e ganhar à custa de devaneios doentios.

Tanto haveria para dizer sobre isto, questionar sobre o paradeiro do motorista do rapaz, sobre o que ele sabe ou soube se estiver ainda vivo, como se alimenta o rapaz se não tem dinheiro, como se veste, quem lhe paga os advogados, em que condições é esta gente paga, enfim, um outro rol de coisas que dariam de certo, seguimento a muitas mais excreções ou questões. Paremos por aqui e deixemos a coisa correr. Só tenho pena é que haja homens adultos e com coragem de dar a cara, que a deram, que hoje nem correr possam porque foram estropiados em crianças.

Incomoda-me a forma incólume como estes criminosos, cabrões, limpam o cú quando cagam, sinal que comem, e sem medo, nem respeito pelas vidas humanas que vilipendiaram! O seu tempo chegará, e espero que a alma Humana dos árbitros esteja limpa quando se decidir julgar.

Ou quiçá, seja este o futuro “best portuguese case study” para se tentar saber como é que sem tostão nenhum se consegue sobreviver e ser bem considerado, quiçá?!

Ah, eu fumo SG Gigante, só para que saibam!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Profetas Pedro e José

Estes coitaditos pedem-nos para acrescentar mais um furinho no cinto para apertar. Obedecemos a sorrir como bons tugas que somos e gostamos de estar sempre bem, fazemos disto moda e, para não andarmos encorrilhados, usamos antes uns suspensórios.

O Governo pede para fazermos sacrifícios, aumenta-nos os impostos, brinca com marcas de refrigerantes, faz comparações atrozes, mas o animal que vai pagar e sofrer mais vai ser sempre o mesmo, nós, povo que já pouco tem. Porque não cortam eles antes nas reformas principescas que pseudo-políticos e jurássicos caquéticos acumulam impunemente, porque não cortam primeiro aqui no dinheiro público?!

Um exemplo atroz, nesta altura de peregrinação e fé, é o Sr. Padre Melícias, que a ser Franciscano deixa muito a desejar, pois voto de pobreza não o revejo nele, tem uma reforma de cargos que foi angariando ao longo da sua apostólica caminhada e aufere agora quase 8 mil euros por mês pagos por nós ... mas deve partilhá-los com a obra, espero que sim, estou eu aqui a dizer coisas; e o Sr. Vasco Franco, antigo n.º 2 na CMLisboa pelo PS que recebe, além do que já mama, ainda mais 900 euros de uma estranha reforma, por ter sido ferido em combate, em Moçambique, mas depois do 25 de Abril?! Estranho não é!?

Aos novos Profetas peço, consideração por quem vos elege, sabedoria e, acima de tudo, a Pedro, que não faça de nós mais estúpidos do que José já pensa que somos, pode ser?

terça-feira, 20 de abril de 2010

Ah e tal ... foi ele!!

Em Portugal paga-se por se ser delator de crimes e mais ainda nos fica caro financeiramente se rompermos com a seriedade dúbia de quem rouba e corrompe e depois respira impunemente e sorri.

Ficou por uma coima de 5 mil euros um rapaz que foi denunciado por um dos Sá Fernandes – os irmãos defensores do povo e da exactidão burocrática, perdão, democrática -, sabem quem são, não sabem? Esses mesmo, um deles defendeu com unhas e dentes que Lisboa tinha que ser e mais sei-lá-o-quê a jóia do povo Lisboeta e quando chegou ao poleiro do candeeiro que ilumina os bolsos a muitos, transformou-se num corvo esfomeado, calou-se e começou a debicar e agora anda de papo cheio, nem se ouve, ali a reluzir escondido; o outro, lá vai, cantando e rindo, levado levado sim, pela honra de defender os bons costumes, mas quando trouxe a lume mais um corrupto, eis senão que para limpar o bom nome do criminoso, teve que lhe pagar 10 mil euros e por ter levantado a saia à corrupção largou mais 3 mil.

Questiono-me, vem aí o benedicto, o Sá queria indulgência benta dos seus pecados e apontou o dedo a um traidor do contribuinte pagante, e o que aconteceu? Saiu-lhe o tiro pela culatra e ficou a piar fininho como o corvo do irmão, sem estrabuchar! Tanto trabalho e ainda sai perdedor.

Valerá a pena apontar os criminosos ou simplesmente indicar-lhes os degraus para a guilhotina?

terça-feira, 13 de abril de 2010

Os três estarolas do momento

Falo-vos do Coelho, do Salsicha e do Pateta.

O Coelho agarrou-se à mentira mais credível que o povo português quer ouvir e vai daí, bem tarimbado pelas sequelas das mentiras até agora proferidas pelos seus cães de fila esfomeados, quer fazer com que alguns de nós acreditemos que se se mudar a constituição portuguesa vai acabar com a mama para a seita que já está de soslaio à espera que escarrapiche algo para o lado deles; vejam-se os maçons agora em formatura a deambular pelas revistas e jornais a apregoar bondade e hospitais para o povo, alguns são Setinhas e outros são Florzinhas, mas olhem bem para eles.

Quanto ao Salsicha Nobre que tem tudo de falso pois aquilo é só mesmo água, além de se agarrar a um passado triste que é o de ter subido à custa de gente que enganou Portugal e chegou a Presidente, quer agora ele ir para o poleiro para poder pagar a quem deve, ou seja, a quem o ajudou na fraudulenta luta por detrás da AMI em nome dos desprotegidos e necessitados.

Sobra-nos o Pateta, o Alegre. Já quase não respira e ainda acredita que a poesia vai ser o balão de oxigénio para esta nação perdedora desde há mais de 30 anos; ele que defendia o canteiro das rosas, aponta agora o dedo àqueles que não o apoiam por saberem que ele vai sair mais uma vez perdedor.

Escolham outro, válido e credível, deixem-se de palhaçadas.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Finalmente consegui entrar

Já faz uns mesitos que aqui não deixo o meu cunho sobre aquilo que penso e que gosto de falar sobre.

Que fique bem claro, a ver vamos se desta vez deixam o blog em Paz e me deixam a mim e a todos, ler e escrever o que nos apetece sem censuras.

Pode ser?

Thanks