Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A crise chegou! Olha que novidade ...

A crise já cá anda desde que os romanos começaram a dar uvas aos miudos e se começaram a comer todos e a usar brincos, depois cairam em desgraça, o roto do tocador de lira incendiou uma aldeiazita e demos no que demos, nisto.

A única merda boa que ficou dos romanos, foi o tamanho do cú do cavalo, que dois juntos originaram a largura actual da maior parte das estradas e de túneis e até das turbinas que o vai-vém espacial usa, tudo á custa de um bom cú.

Quem utiliza agora este tipo de publicidade - é que um cavalo que tivesse um bom cú era sinal que o dono o travava bem e por conseguinte, era um dono abastado -, é um banco famoso, exactamente, mesmo dos famosos. A sua publidade a produtos financeiros e não só, começa pela utilização de animais fêmeos com um bom cú, umas boas mamas, com um bom tudo, é assim.

Hoje usa-se e abusa-se do que é bom ou falsamente bom mas apetitoso ao olhar para chamar clientes e aumentar o que já não cresce há muito, o nível de confiança. Atentem no bom nível de confiança que se consegue com uma publicidade destas ...



2 comentários:

  1. olha a gaita...! eu uso brinco e não tenho nada a ver com a putaria da crise que anda aí à solta!
    :(

    ResponderEliminar
  2. (julgo eu... sei lá! no calhas ainda me toca pagar a porra da conta dos outros... :(

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.