Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Jorge Miguel descobre que é invertido ainda na tenra idade ...

... e é então que dá um espectáculo musical em Coimbra passados quase cinquenta anos.

Eis a sua pequena história.

Dois rapazes pedalavam nas suas bicicletas griiiiiiiitando louca e espasmodicamente pelo campo. Um deles pergunta ao amiguito:

- Jorgito, onde conseguiste essa tua magnífica bicicleta côr-de-rosa?

O Jorge Miguel respondeu:

- Estava eu a dar um passeio a pé junto àquele lindo jardim com rosas e acácias onde nos conhecemos os dois, caminhando com o pensamento no arco-iris que nos envole, e quando de repente, surge uma rapariga de corpo esbelto e ar angelical com esta magnífica bicicleta. Ela atirou a bicicleta ao solo, despiu toda a sua pouca roupa e disse-me:

- "Faz de mim o que te apetecer e tira-me o que é único, usa e abusa".

O outro:- Aaaaaaah, vá lá, escolheste bem. Provavelmente a roupa não te serviria.

É só isto, as cenas de bastão e casas-de-banho públicas e de policias e não-sei-o-quê são paneleirices, coisas de revista côr-de-rosa.

2 comentários:

  1. Um verdadeiro desperdício porque o "rapazito" é tão bonito...

    ResponderEliminar
  2. ... mas tá visto que ele gosta mesmo é de se sentar em tubos ... mas consegue fazer com que o micro nunca desapareça enquanto está em palco, já em bom.

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.