Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

terça-feira, 10 de julho de 2007

Um elixir por Lisboa, faz falta

Debate que ouvi no dia 9 deste mês sobre as candidaturas para a Câmara de Lisboa ... meus amigos, que podridão; que chulice e infantilidade escorriam daqueles sorrisos e esgares de ódio que eram trocados entre todos.

De entre os que sabem o que querem, passando pelos que não fazem ideia do que ali estão a fazer e terminando naqueles que não sabem sequer o que são, sobra-nos muito pouco para dizer se alguém vale alguma coisa ou se vale a pena dar-lhes tempo de antena.

Só falaram em balelas, nada de concludente, não se ouviram nem estratégias nem tão pouco linhas de orientação definidas, nem promessas de cumprimento verdadeiro, nem nada de mais-valia para os Lisboetas e não só.

Mas, assaltou-me a atenção redobrada no meio de tudo isto, o facto de existir só um habitante no Rossio, um único ser que merecia algum respeito e nem isso lhe foi devido. Mas é da utopia que estes concorrentes à casa-mãe de Lisboa vive, e respira falsidade e conluios de futuros vindouros, são os mesmos de sempre com cores novas e lombadas restauradas, são um livro em branco para nós irmos preenchendo com as caricaturas do pouco que se tem visto fazer por esta cidade.

E quando se fala em votar por Lisboa, atentemos que só se fala em coisas que beneficiem os que chegam de fora, os que como eu se dirigem todos os dias para aquela cidade em trabalho. Se assim é, porque não posso eu que não vivo em Lisboa mas que lá passo a maior parte do meu tempo, votar na cidade que é das capitais mais bonitas do mundo? Não posso votar por ela porquê? Os que lá vivem saem na sua maioria para trabalhar fora da cidade, estão fartos do barulho e reboliço em que estão atolados e fogem para trabalhar fora.

Mas não nos esqueçamos que Lisboa também não é só a Baixa-Chiado, vai desde as Cruzes-Quebradas até quase aos Parques das Nações e desde os Camarates, Telheiras, Pontinhas e Lumiares até ao Cais das Colunas (que só já me recordo dele por fotografias, mas adiante).

Só os ouvia falar em renegociar o que devem, renegociar com as empresas existentes, criar novas e fazer desaparecer existentes, realojar malta que nunca esteve em Lisboa, portanto, não se realoja alguém que nunca em Lisboa esteve alojado, arranjam-se sim espaços compatíveis com a bolsa da maioria do pessoal jovem e tenta-se chamá-los para a Capital ... não entendo estes gajos que concorrem por tachos que eles próprios dizem querer extinguir.

A maioria das confusões que se sentem em Lisboa não é por causa do tráfego que ali entra para trabalhar, é em certa parte causado pelas correrias constantes de batedores da PSP que encalacram o trânsito todo porque o senhor não-sei-quê quer ir cagar ou tem cabeleireiro marcado.

Soluções? Vamos então considerá-las, algumas:
Tirem a merda dos ministérios e tribunais do meio da cidade; façam do terreiro do Paço lugar de museus; criem esplanadas naquelas arcadas mas que sejam compatíveis com o povo; dinamizem as perpendiculares às ruas nascentes do Tejo sem que o projecto para tal tenha que ser exactamente o que alguém que não sabe desenhar julgou ser o mais indicado; olhem para o Castelo, para o bairro, não para as paredes que cercam um dos restaurantes mais caros de Lisboa, para o bairro e para os que nele habitam, criem condições para que os velhos que lá moram consigam ter minimamente dignidade de vida, há prédios sem esgotos, ainda os há; falaram na APL ... mas que merda é esta, não há ninguém que os ponha no lugar?! Quem os elegeu que lhes retire os poderes e deixem-se de merdas, é simples; querem túneis e buracos ... - anda tudo a Xanax e não tiram os comprimidos das lamelas - já repararam que o edifico onde está a Câmara foi “dado” em 2002 aos seus actuais habitantes, e já pensaram porquê? Foi a cena do Capião?! Já repararam que o prédio afunda-se um pouquinho todos os anos, não?! E sabem porquê?! Não?! Por causa dos TÚNEIS e PARQUES DE ESTACIONAMENTO que estes autistas petulantes fizeram e deixaram fazer para se encherem e encherem os amigos. Resultado?! Avenida da Liberdade inundou por baixo por causa do Parque de Estacionamento dos Restauradores, o parque de estacionamento do Município entupiu as passagens subterrâneas de água e apodreceu uma série de estacas de madeira sobre as quais está o edifício da Câmara de Lisboa assente, vai daí ... afunda-se.

Não sei se sabem, mas desde o Cais das Colunas até quase ao Parque Eduardo Sétimo, Lisboa está assente em estacas, estacas estas que sobrevivem há centenas de anos porque estão constantemente a ser banhadas pela água do Rio Tejo, mas se esta mesma água fica estagnada, ou seja, se não seguir o seu rumo secular de subida e descida consoante as marés, as estacas sobre as quais está assente grande parte desta palafítica cidade, apodrecem, e depois?! Depois o que está em cima delas cai. Imaginem a construção do Metro na zona ribeirinha de Lisboa, e as consequências? Quem se atreve a lá entrar? vai tu, vai tu meu ilustre concorrente. Afogar por afogar-me que seja em impostos por pagar. Bem.

Construam-se diques subterrâneos e afunde-se o burgo Lisboeta, também, mais ano menos ano esta merda entra em degelo e vai tudo pró galheiro, assim como assim, fica já feito e não se gasta mais do que o que se deve.

E por falar em dever, então há candidaturas de indignação? Que merda é esta?! Os Monárquicos representados pelo Gonçalo estão indignados?! Com quê caraças?! Devolva mas é o dinheirinho que a malta lhe paga para se candidatar indignadamente e faça alguma coisa de útil: junte-se ao Monteiro, ao Zé, ao Costa, à Quiteta, ao Rubinho, ao Telmo, ao coiso que é desléxico, o da cena da EPIL, isso, ao Garcia, ao bisneto do Marechal, juntem-se todinhos, os doze, e vão dar uma volta pela verdadeira Lisboa que é bem maior que a zona da baixa e depois de verem com os olhos de quem vive e deambula pela Lisboa Cidade, depois de sentirem aquilo que os que ali vivem sentem, depois de sentirem o que os que lá entram sem sirenes na sua frente sentem por causa da porcaria que têm feito nestes últimos trinta e três anos de fa-bu-lo-sa liberdade de merda que nos deram, e só depois disto, só depois desta minimalista excursão de sentidos, creio que estão em condições de dizer, se têm coragem de vociferar as papagueadas que dizem e se querem mesmo trabalhar.

Se for esta a realidade, juntem-se e façam alguma coisa por Lisboa.

Não distribuam galhardetes uns pelos outros e sorrisos cínicos e não culpabilizem aqueles que não sabem do que estão a falar, elucidem-nos primeiro e aproveitem ideias.

Concorrentes ao prémio de enfarta-brutos, cresçam, desçam das árvores onde estão há trinta e três anos e tornem-se Homens. Deixem-se de coisas. Ponham perfume porque já cheira demasiado a merda, ou então lavem-se, mas deixem-se de coisas. O povo já não é tão estúpido como era antigamente, ou será ainda? A ver vamos como a coisa corre dia 15 de Julho.

4 comentários:

  1. caro amigo,

    mais uma vez, simplesmente estrondoso.
    vivo em Lisboa e não vou votar, porque não posso compactuar com este bando de fdp que tomaram de assalto a democracia deste país que tresanda. não voto porque não posso conceber que continuem a enganar-nos. não voto porque não entendo este país que não se mexe.mas o que me fode sinceramente é que um cabrão que foi ministro do ps caia na cml para a governar depois de toda a merda que estes fdp têm feito ao país. Panda, estou farto destes gajos, e como eu, muita gente....

    ResponderEliminar
  2. E que me dizes tu o que se pode fazer? Espremer para não doer ou mandá-los a merda sem um único voto? Era engraçado estes atolados em presunciosices não terem viva alma a votar no dia das eleições, delirava.

    ResponderEliminar
  3. isso é que era....mas sabes... há sempre parolos...mais..importante era reformar o sistema de eleições fazendo com que a abstenção contasse para a não eleição de chupistas

    ResponderEliminar
  4. gosto muito do canal panda,gostaria que fosse 24 sobre 24 os meus bonecos preferidos sao CODE LYOCO e o DORAIMO, meu nome e Adilson Manaça

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.