Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Ontem houve um referendo, hoje tivemos o resultado

As novas guelras de Portugal escolheram com 25 vírgula qualquer coisa de percentagem favorável à IVG. Contas feitas não dá os quase sessenta por cento que se apregoa ...

Os outros 17 virgula pouco que disseram NÃO à coisa, ficaram-se assim, a modos que abarzurzidos com a quantidade de gente que não saiu ou se absteve de votar, é que estava mau tempo e a causa do aborto não interessa à maioria do habitante deste adorável e fantástico país, pois a classe votante já está caduca, ou, já morreu e não sabe e pouco se importa com a opinião do Louçã ou do Marques Mendes ou dos Padres que se pronunciam por causas que hoje não podem defender, nem tão pouco hoje, e refiro novamente, nem hoje (antigamente a classe do clero procriava e tá feito, ninguém piava) tiveram ainda a ousadia ou oportunidade de experimentar na pele ou na carne o-que-é-que-seja-o-que-for que se relacione com descendências; apregoam aos sete-ventos o bem-estar da humanidade mas pouco ou nada fazem, a não ser em prol do bem-estar próprio.

Maluco?! Naaaa, não sou não, vejam o caso dos jetsetianos Melícias ou Feytor Pinto, ou mesmo dos nossos Bispos e Bispos Auxiliares ... sofrem tanto em prol do povo português, coitados, não sofrem??!! É uma sofreguidão. Quanto ganham por ir à televisão ou por dar entrevistas gravadas em casa, às rádios, quanto ganham? E dão tudo aos necessitados não é??? Às paróquias, claro que sim, esta coisa dos referendos e demais cenas idênticas de causas abortadas à nascença dão Kumbu que se farta, mas adiante.

Uma coisa é certa, temos um Primeiro-Ministro de se lhe tirar o chapéu e digno de se lhe serem atribuídas as vénias devidas: conseguiu fazer com que o seu povo escolhesse livremente (chama-se a isto Democracia) o que ele queria e, que escolhesse, mesmo que com o suor gasto em campanhas pseudo-apartidárias e esbanjado já o volumoso saco de dinheiro do erário público atribuído para o efeito, sem problemas de consciência, conseguiu com que a fera (o povo) gritasse VITÓRIA e dormisse descansada sem sequer esta raciocinar um pouco na jogada de mestre Kasparoviano do seu Prime-Clister, estratégica até, se me é permitido dizer - e agora já é permitido dizer tudo, claro que é -, que ele fez e, estratégica digo, pois as medidas a tomar inerentes ao assunto que originou o referendo não são implementáveis desde já; há primeiro que rever a lei, em segundo reestruturar as "coisas" e, e depois, por último, aí em décimo-sétimo, acabar a começar por dizer que talvez e sem querer enganar a fera pois vivemos em Demo-Cratia, pois ainda nem todos foram ouvidos e informados das alterações e pois não quer o Governo que, pois as coisas falhem e tal.
Ora bem, quiçá em 2008 já se alvitrem algumas linhas escritas com teor de uma acuidada objectividade sobre a verdadeira ajuda a quem é devida e é precisa a nível da IVG: à Mulher.
Até lá, o Governo descansa, pois a fera está amansada e não pode dizer mais nada acerca disto pois foi ela que decidiu e está decidido, agora que espere.
O jovem e audaz Prime-Clister serenou o Povo e, agora, o Povo é sereno (onde já ouvi isto?).

Mas, que porra, quantas vezes se falou nos "cuidados a ter com a progenitora" nesta entifada (agora já se pode escrever estas merdas assim, todos entendem) sobre a despenalização da Lei do Aborto e a favor da IVG-Interrupção Voluntária da Gravidez - que na minha opinião se deveria dizer IVAG-Interrupção Voluntária e Assistida da Gravidez -, quantas vezes se referiu ou se discutiu o verdadeiro cerne da questão: a Mulher; quantas vezes se esclareceu a fera sobre isto? Lembram-se de alguma vez acima de duas vezes se ter enunciado fosse o que fosse ou até alvitrado hipóteses sobre a protecção da Mulher nesta situação? Quantas??!! Ah, o freak do Luvumba alertou ontem em directo os seguidores e defensores do SIM para que não se esquecessem de ajudar, após a merda estar feita, a Mulher Mãe, e os Homens Pais.

Bem, o Governo tem o que queria, “o Povo, saiu à rua, com a alegria que costumava ter” e gritou e agitou bandeirinhas e, depois foi para casa ver uma edição especial do Gato Fedorento pois nem estes tiveram matéria de qualidade no País para satirizar ... encheram chouriços outra vez e gramámos com mais um especial dos gambás, dos doninhas ... dos gatos, chiça!!

E em tons de brincadeira, sim, porque isto é tudo uma palhaçada, mas ... Portugal, hoje, a seguir ao café da manhã, abanou, tremeu com o resultado do referendo de ontem, tudo ao nível do 6 ponto qualquer coisa. Não sei ainda se tremeu ou estremeceu, se acordou e arrotou e esta coisada toda abanou, mas que abalou o povo, isso abalou. Ou abalroou?? Ahn?? Ah, isso. Pois. A merda toda é que o Benfica perdeu com o vesgo. Pois. É disto que a fera gosta: futebol, agora abortos ...

2 comentários:

  1. Uau... adorei esta opinião. O nosso povo é mesmo um povo esquecido e fútil...
    Virei visitar este blog mais vezes ;)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela visita e pelo post.
    Thanks e Abreijos.

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.