Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Lisboa cidade Esfíncter

Existem pelo menos 42 esfíncteres no corpo humano. Imaginemos Portugal como sendo o corpo humano; Lisboa, ao centro, por exemplo, seria um dos órgãos mais tenebrosos deste corpo, uma ETAR viva.

Com esfíncteres tão famosos como Calçada de Carriche, A5, IC19, 2.ª Circular, A8, as pontes sobre o Rio Tejo, enfim, Lisboa consegue ser um dos órgãos com mais esfíncteres deste corpo.

O esfíncter é, geralmente, um músculo de fibras circulares concêntricas dispostas em forma de anel, que controla o grau de amplitude de um determinado orifício, como o piloro, que se abre e fecha para deixar passar a comidinha para o duodeno.

Comparativamente ao trânsito intestinal, imaginemos o trânsito de viaturas que tentam passar pelos diversos esfíncteres na orla deste órgão, qual quimo a passar para o duodeno; as viaturas esforçam-se, param, avançam, empurram, fazem barulhos, deslizam pelas artérias alcatroadas até atingirem Lisboa que acaba de acordar. Contorcendo-se de dor, dá ordens para que os musculosos e treinados esfíncteres se encolham, se fechem, se apertem, pede-lhes que não deixem entrar tanta viatura tão rapidamente, suplica-lhes que se contraiam e não relaxem, pois senão este órgão fica enfartado repentinamente e não pode ser, é indigesto e pode regurgitar.

Imaginem Lisboa como o intestino grosso deste corpo que é Portugal e, pensem, ponderem se vale a pena perdermos horas das nossas vidas a tentar passar por todos estes esfíncteres duas vezes ao dia e sermos expulsos por um intestino grosso ao fim de um dia de trabalho! Não vale.

5 comentários:

  1. Mano,
    Arranja-me emprego ao pé de ti.
    Para teres todo o tempo do mundo para pesquisar, pensar e escrever isto ( muito bom por sinal), pá ... arranja-me emprego ao pé de ti !
    Abreijo.

    ResponderEliminar
  2. FAÇO DAS MINHAS PALAVRAS AS DO P.P. MEU TAMBEM QUERO UM EMPREGO DESSES!
    ESTOU FARTO DE VER HOSPEDEIRAS BOAS SEM TER DIREITO A NADA, TRABUQUIR 10 A 12 HORAS POR DIA E AINDA POR CIMA PARA DAR UMA RIPADA TEM QUE VIR A PERUANA CÁ AO BURGO OU ENTÃO AS MALUCAS DO HI5!
    LONG LIVE TO MY DICK !!!
    C.D.

    ResponderEliminar
  3. OLHEM LÁ...E COMO É DOS CARROS???
    SB

    ResponderEliminar
  4. Panda

    Realmente tu deves ter o MELHOR emprego do Mundo, nem eu que estou de férias a 4 meses tenho tanto tempo livre para pensar em tais coisas, mas gostei da ideia!!!

    Se precisares de alguem para "trabalhar" tanto com tu, podes convidar-me!

    Abraço

    A.P.

    ResponderEliminar
  5. Visão pessimista, meu caro. Imagina agora que não se trata de esfíncteres, mas de vias de absorção, canais de alimentação. É assim, todas as manhãs somos literalmente deglutidos pela grande e insaciável urbe que mastiga, tritura, digere... e no final do dia faz-nos passar pelo intestino delgado, absorve-nos como nutrientes essenciais que somos, uns mais essenciais que outros, enfim, somos vitaminas, proteínas, minerais, lípidos, glúcidos, água...
    A cidade afinal precisa de nós, amigo!!! E nós não podemos passar sem ti e sem essa tua inspiração ímpar!

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.