Uma coisa do freak do Caeiro que deve ser tomada como referência para os que gozam de ser Portugas.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo ... por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer, porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura ...

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

O GANG da Esclerose Múltipla

Tenho que partilhar estas coisas pois fazem agora parte da minha vida.

Encontrei-me fisicamente com algumas pessoas, e permitam-me dizer-vos que além de pessoas normais, mas que têm Esclerose Múltipla, são pessoas fantásticas, o que já se encontra pouco, mas dizia eu, encontrei-me com uma malta fabulosa neste sábado. Encontrámo-nos na Marinha Grande para uma almoçarada. Veio malta de todos os cantos deste burgo Lusitano.

Foi num almoço convívio no qual o GANG da EM conseguiu reunir desta vez perto de 110 pessoas. Amigos da net, familiares e amigos com EM.

Dito está que o denominador comum e o tema principal era a EM, mas foi um almoço que se pautou pela discussão de variadissimos temas onde e por inerência de circunstânica, de vez em quando a EM vinha à baila.

Enfim, para marcar o evento, a TVI esteve presente e deu a este GANG um minuto e tal de antena para que se tentasse fazer saber ao País e ao Mundo que, a partilha de conhecimentos, a existência de pessoas que se ajudam sem olhar a barreiras, que granjeiam amizades e descobrem entre elas muitas vezes soluções fora do âmbito da própria medicina, entenda-se, soluções encontradas através das experiências do dia-a-dia, experiências estas que lhes facilita o entendimento e compreensão da Esclerose Múltipla.

A minha Ana e eu estivemos presentes. Manifesto aqui o meu agradecimento pelo convite para este evento, e para o ano, se nos for possivel, estaremos de novo onde nos quisermos encontrar.

Abreijos e até já.

5 comentários:

  1. Meus amigos (tu e ela...)

    Apetecia-me escrever montes de coisas!
    Tenho saudades vossas, dos tempos do Hennessy's em que saía de casa sem combinar nada com ninguem, pois sabia que havia sempre alguém de braços abertos e um sorriso amigo na cara por lá!
    Muitas vezes foram vocês!

    Agora a realidade é outra... mas nao me esqueço! E espero que não se esqueçam que sou praticamente vosso padrinho de namoro! Afinal o teu copo de wiskey ficou na minha mão! hehehe

    Abração e longa vida para nós todos!!

    Rui, o Graça

    ResponderEliminar
  2. Pombo,

    Amigo, meu ganda maluco ... esses "velhos tempos" ainda persistem, basta nós querermos, apesar das cartilagens não ajudarem amuito, a prática do saber bem-estar está-nos na alma.

    Abreijos, e thanks once again por me teres segurado no copo ... senão ainda hoje nos encontrávamos lá todos os dias ... o que tambem não era nada mau bem vistas as coisas, e que coisas !!!

    Abração e obrigado.

    ResponderEliminar
  3. Olá Panda;)
    estive no almoço tb.
    tb partilho a mesma experiência.
    anassacramento@hotmail.com

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pelo post.

    Na próxima almoçarada lá estaremos, e agora cá estamos para o que for necessário e estiver ao nosso alcance.

    ResponderEliminar
  5. Teresa Costa Abrantes29 novembro, 2007

    Vi a reportagem na televisão e lendo agora o teu relato, não restam dúvidas de que foi uma "coisa" em grande.
    Está garantida a derrota da tal gaja. O que pode ela perante o poder do gang?!...

    Teresa Costa Abrantes

    ResponderEliminar

OS COMENTÁRIOS SÃO DA RESPONSABILIDADE DE CADA UTILIZADOR.